tipos de câncer que afetam as crianças

O caminho mais curto para a cura ainda é o diagnóstico precoce. Câncer é uma doença que provoca o crescimento desorganizado e divisão rápida e incontrolável das células de um organismo.

O avanço da medicina, em especial na área de oncologia pediátrica, tem sido muito grande. Aproximadamente 70% dasinstituto do_cancer_anastacia crianças acometidas pelo câncer podem ser curadas se o diagnóstico for precoce e a doença adequadamente tratada. No entanto, a cura nem sempre é possível, principalmente quando o diagnóstico ocorre já em fase avançada da doença.

O diagnóstico precoce do câncer infantil é um desafio; no adulto, o seu aparecimento muitas vezes está associado a fatores ambientais, porém, nas malignidades infantis, essa associação não é clara. Por isso, as crianças ainda chegam às instituições especializadas com a doença já em estágio avançado, devido a fatores como: desinformação dos pais e também dos médicos, medo do diagnóstico de câncer ou mesmo pelas próprias características do tumor, pois, na maioria das vezes, os sinais e sintomas do câncer infantil são inespecíficos e podem ser confundidos com os de outras doenças comuns da infância.

Muitas crianças ainda são encaminhadas a centros de tratamento com doenças em estágio avançado, o que se deve a vários fatores: desinformação dos pais, medo do diagnóstico de câncer (podendo levar à negação dos sintomas), desinformação dos médicos. Também contribuem para esses atrasos no diagnóstico, os problemas de organização da rede de serviços e o acesso desigual às tecnologias diagnósticas.

É importante que os pais estejam alertas para o fato de que a criança não inventa sintomas e que ao sinal de alguma anormalidade, levem seus filhos ao pediatra para avaliação. É igualmente relevante saber que, na maioria das vezes, esses sintomas estão relacionados a doenças comuns na infância. Mas isto não deve ser motivo para que a visita ao médico seja descartada.


Os principais tipos de câncer que afetam as crianças são:

- Leucemia

- Linfoma (câncer nos gânglios linfáticos)

- Câncer do sistema nervoso

- Tumores no cérebro

- Cãncer nos rins

- Câncer nos músculos

- Câncer nos olhos

Fique atenta aos sinais de alerta e procure o médico:

1. Anemia inexplicada com ou sem dores ósseas;

2. Perda significativa de peso;

3. Febre prolongada;

4. Manchas roxas pelo corpo, com sangramento em locais que não sejam de trauma;

5. Caroços (ínguas) que continuam crescendo após a melhora do quadro inflamatório;

6. Aumento dos olhos;

7. Reflexo branco na pupila (olho de gato);

8. Dor de cabeça, que não melhora após o uso de analgésicos, acompanhado de võmitos;

9. Dificuldade de engolir os alimentos;

10. Mudança de cor, número e tamanho em pintas, verrugas ou sinais de pele;

11. Mudanças rápidas ou demoradas no funcionamento intestinal;

12. Pneumonia sem cura;

13. Aumento do volume abdominal;

14. Otite crônica (inflamação no ouvido) – Acompanhada de dermatite seborréica.

telefone

Entre em contato 

Tire todas as suas dúvidas

clique aqui para falar conosco
Faça sua doação para ajudar o instituto anastácia

Recebemos doações

Faça a sua doação no instituto.

Leia Mais...
Instituto

Instituto do Câncer

Conheça o instituto do Câncer.

Leia Mais...